Translate

sábado, 26 de maio de 2018

Haicais sobre signos, reverência à natureza.

São inúmeras as formas de reverenciar a natureza, o zodíaco é uma das mais antigas e é, também, a forma que sobreviveu a todas as religiões no ocidente. Uma boa maneira de mostrar como o haicai pode ser uma pratica em sintonia com a natureza humana, basta escrever sobre signos. Veja aqui as primeiras 12 placas de MDF que produzi sobre cada signo. E se quiser receber uma placa dessas no seu endereço, basta mandar um e-mail para Jidduks (jidduks53@gmail.com) ou enviar uma mensagem pelo Whatzapp (22) 9 9612 2210.
Seu signo em forma de haicai, é só encomendar. Placas de MDF tamanho 27 X 19 Cm. Com adesivo para colar na parede do seu quarto ou escritório. 
Seu signo em forma de haicai, é só encomendar. Placas de MDF tamanho 27 X 19 Cm. Com adesivo para colar na parede do seu quarto ou escritório. 
Nas mesas de bares, nas escolas, nos cursos de teatro, você está falando do teu signo, de você, de como você funciona e qual teu estilo de vida. Teu elemento, teu jeito de ver as coisas, tua fúria de ser, tua entrega para os momentos esperados ou não. O signo é um oráculo que, muitas das vezes, bate com nossa essência, é algo que transcende as religiões e até as pessoas mais céticas se entregam a esta fugaz interpretação. 
Escrevi estes haicais pra você, para que te identifiques ou não. Uma sensação de que, quando te encontrar por aí, um olhar de cumplicidade talvez brote do teu coração, do meu, do nosso. E assim, nossa vida vá se tornando mais tangível nas coisas simples, na possibilidade mínima da entrega cotidiana, e nada mais.

AQUÁRIO

Pescador de nuvens
ele apenas flutua,
preso no ar.

*
PEIXES

Visão de mundo -
A solidão abissal
do pisciano.

*
ÁRIES

Coração em chamas -
O silêncio no entanto
é um sopro.

*
TOURO

Longe do mar -
Em terra firme
tudo é fúria.

*
GÊMEOS

Voo da águia -
Mas ninguém sabe
onde pousará.

*
CÂNCER

Mergulho na alma -
Mas a saudade jorra
da nascente.

*
LEÃO

Solto na savana -
O leão procura brasa
pra se coçar.

*
VIRGEM

Fincado na terra -
O Camaleão disfarça
sua dor.

*
LIBRA

Pássaro do céu -
Quanto mais alto voa
vê melhor.

*
ESCORPIÃO

Fluxo e fúria -
O vapor mais quente
molha o silêncio.

*
SAGITÁRIO

Transformação -
Labaredas lambem chamas
do coração.

*
CARPRICÓRNIO

Terra arada -
A melancolia traz chuva
no coração.

(Jidduks)

faça contato pelo Whatzapp - (22) 9 9612 2210 fale com JIDDUKS.

domingo, 5 de novembro de 2017

Oficina de Haicai na escola Britânica - Novembro de 2017.

Oficina de Haicai na escola britânica, caminhos da arte, caminhos do
conhecimento - de 06 a 08 de novembro.
Recebi um convite muito honroso, dar oficina de haicai na escola Britânica, no Rio de Janeiro. Experiência única, lúdica. Encontrar crianças que vão, de alguma forma, construir uma relação com esta arte tão tênue e ao mesmo tempo, fortalecida pelo tempo. Hoje, os  haicaistas brasileiros tem grande prestígio mundial, algo aconteceu por aqui, fizemos do haicai alguma coisa que encantou o mundo, inclusive o Japão, seu país de origem.
Por isso, resolvi postar e comentar aqui, alguns vídeos que fiz, apresentando esta arte da maneira como me foi possível, e, através dela, espero ampliar o número de entusiastas desta prática que transforma a literatura em imensas possibilidades, num grande mergulho, na busca de si mesmo! O haicai é uma prática vivencial, e que vai além da literatura. O contato com esta forma de poesia, não só, amplia a concentração, como mantém o foco para os fenômenos da natureza e da vida, no seu estado mais simples e verdadeiro.


Alguns vídeos que resolvi fazer, sobre haicai.

E 2008, tive o prazer de realizar, com Miwa Yanagizawa, um filme em que ela lê alguns haicais meus e do poeta amapaense Hebert Emanuel. Para fazer este filme, chamei, também, os atores Carlos Gracie e Jaime Leibovitch, e construímos, através de uma dramaturgia simples, o percurso da personagem que circula pelo mundo da sensibilidade e que, aos poucos, vai construindo um corpo de palavras onde, a poesia é a principal textura. Fiquei muito feliz em realizar esta obra, apesar da tecnologia já superada, a dramaturgia se mantém viva até hoje e o haicai, honrado, por artistas de altíssimo nível técnico e estético.
O Filme foi livremente inspirado no livro que escrevi com o poeta Hebert Emanuel, de Macapá, "Do Crepúsculo ao Outro Dia", já esgotado. O livro, escrito em 2005, completará 12 anos, em 2018.




Sempre fui apaixonado pelas fotografias do piauiense Sérgio Caddah e, em 2008, propus que fizéssemos um filme com fotos dele e haicai de diversos poetas brasileiros. Como o haicai tem 17 sílabas, reuni 17 poemas, mas deixei que fossem livres e não se prendessem tanto ao silabário que, tanto pode ser preciso como aproximado. A partir daí construímos um vídeofoto, que deu alma e muita energia à criatividade dos artistas que construíram seus haicais, visualizando as belas fotos de Caddah. O resultado foi este vídeo inesquecível.


Neste mesmo ano de 2008, nos bastidores do programa Arte com Sérgio Britto, gravei a atriz Miwa Yanagizawa lendo haicais do divino mestre Bashô, traduzidos por Olga Savary. Foi uma feliz coincidência em que você está num set para filmar um programa sobre o Brasil/Japão e de repente encontra aquela pessoa tão bonita, especial e com todo aquele talento que é esta atriz incrível a quem jamais esquecerei. Miwa, leu delicadamente os poemas de Bashô e nos proporcionou um momento único, que tive o prazer e honra de registrar em vídeo com uma câmera que já nem se fabrica mais, mas que ficou para sempre, na memória e nas retinas de quem puder ver, curtir e assistir este momento único.


De 2008 a 2012 fiz diversos filmes envolvendo gatos. Deste, três se destacaram por serem de "Haigatos", um termo que cunhei para definir haicais escritos especialmente sobre gatos, que são animais totêmicos que dão ótimos poemas. Tendo uma leva de poetas que se dedicam a esses bichos e escrevem especialmente para eles, fiz este videos com cenas filmadas em com os gatos aqui de casa e os poemas enviados do Brasil inteiro, para compor este inesquecível material audiovisual.





Um pergunta que sempre me fazem é, sobre onde encontrar e como comprar livros de haicai. Pensando nisso, resolvi fazer este vídeo, de 2013, onde mostro o melhor da produção e publicação de livros de haicais, até então. Para isso, convidei o poeta Flávio Machado e a estudante Bruna Bald, juntos, num bate papo bem gostoso, desvendamos os caminhos do haicai. Foi algo especial e que transmitiu muito conhecimento sobre a prática desta forma tão singela de comemorar a vida.



domingo, 22 de outubro de 2017

Quarta leva de Parceiros do Facebook - haicais

A vegetação e a água de Cabo Frio, são coisas sagradas, ao chegar aqui,
ajude a proteger nossa biodiversidade, no mais, seja bem vindo. Foto- Jidduks.
Christiane Santiago, Monica Martinez, Mauro Silveira, Marcia Conde, Ana Moura, Flavcast, Basilina Pereira, Marillac, Thaís Lima,  Cheila Adriana, Maria Pereira, Eloah Teixeira, Fúlvio Veras, Nathalia Yamane, Leonardo Medeiros, Laura Salgado, Polyana PoP's Leme, Ricardo Abrantes, Marcia Mesquita, Thaís R. de Oliveira, Cinthia Gil, Marcos Samuel, Kaylane Janes, Jailda Galvão, Raul Arruda, Gerson Machado, Renata Andrade, Cicero Silva, João Carlos Luz, Barbara Diniz, Mariana Ricci, Daniela Lópes, Fernando Bicudo, Milta García, Armindha Freire, Valéria Borges, Vânia Gondim, Norman Fonseca, Jorge A. de Araújo, Isabel Teixeira, Maria Eugênia Arruda, Deborah de Oliveira, Helena Anjos, Noelia Rebello, Tchello d'Barros, Tati Cueritos, Mônica Firme Maciel, Maria Do Socorro R., Renan Sanves, Marselha Rufino, Madza Ednir.

*
Sonhos e delírios
no caldeirão da bruxa
- Mundo que se move.


(Jiddu / Christiane Santiago)

*
Gosto de pitanga -
A visita com hora marcada
no pomar do amor.

(Jiddu / Monica Martinez)

*
Lavra a palavra -
A garganta do ator
nos palcos da vida.

(Jiddu / Mauro Silveira)

*
Viagem ao coração -
Só a fé verdadeira
remove montanhas.

(Jiddu / Marcia Conde)

*
Auto retrato -
O reflexo da paz
diante do espelho

(Jiddu / Ana Moura)

*
Luto no universo -
O barulho das bombas
na Somàlia.

(Jiddu / Flavcast)

*
Saudade da amiga -
A benção e o afeto
no olhar

(Jiddu / Aline Bernardi)

*
Tempo sem fé -
Mas a lealdade ainda tem
seu valor mais alto.

(Jiddu / Basilina Pereira)

*
Vida que segue -
Mas a saudade sempre vem
sem avisar.

(Jiddu / Marillac)

*
São muitos os momentos -
Mas os de superação
valem ouro.

(Jiddu / Thaís Lima)

*
Porta-retrato -
A foto mais antiga
é cheia de vida.

(Jiddu / Cheila Adriana)

*
Acolhimento -
O abraço da amiga
que a tempos não vejo...

(Jiddu / Maria Pereira)

*
Pés cansados -
No entanto reforço as tiras
da sandália.

*
Sorriso florido -
Os dentes da amiga
são dálias.

(Jiddu / Eloah Teixeira)

*
Vida repartida -
Muitas vezes a fidelidade
não foi a melhor saída.

(Jiddu / Fúlvio Veras)

*
Dia de chuva -
O chiado da fritura
na panela de tefal.

(Jiddu / Nathalia Yamane)

*
Meu nome é Leonardo -
Mas se tivesse outro seria
Perseverança...

(Jiddu / Leonardo de Medeiros)

*
Procura-se o amor -
Pelos caminhos da vida
apenas pistas...

(Jiddu / Laura Salgado)

*
Caminhos da vida -
Muitas vozes que ouvi
trouxeram esperança.

(Jiddu / Polyana PoP's Leme)

*
Estatuísmo -
Como é bonito ver artistas
na metrópole enfeitada.

(Jiddu / Ricardo Abrantes)

*
Já não é mais aquela
a vida que escolhi -
Renova-se a esperança.

(Jiddu / Marcia Mesquita)

*
Sensação rural -
Um velho caboclo brasileiro
em sua choupana.

(Jiddu / Thaís R. de Oliveira)

*
Palavras da alma -
A melhor comunicação vem
do sentimento.

(Jiddu / Cinthia Gil)

*
O céu e a terra
abraçam o poeta
- Epifanias.

(Jiddu / Marcos Samuel)

*
Nos olhar sincero
a palavra mais doce,
- gratidão.

(Jiddu / Kaylane Janes)

*
Voz da gratidão -
Tuas palavras são a música
do coração.

(Jiddu / Jailda Galvão)

*
Sensação árabe -
Quando piso a alcatifa
abraço a montanha.

(Jiddu / Raul Arruda)

*
Sociabilidade -
A forma simples de conhecer
a humildade.

(Jiddu / Gerson Machado)

*
Generosidade -
O anjo sobe a montanha
da fraternidade

(Jiddu / Renata Andrade)

*
Vento forte -
Sua fúria invisível
afaga a pele.
 (Jiddu / Cicero Silva)

*
Cadê meu haicai -
Disse um poeta para o outro
e caíram do cavalo.

(Jiddu / João Carlos Luz)

*
Sucesso na vida -
Cuidar dos seus
até a despedida.

(Jiddu / Bárbara Diniz)

*
Coração de mãe -
O anjo que habita seu coração
chama-se Zéfiro.

(Jiddu / Mariana Ricci)

*
São muitos os caminhos -
Mas é o risco que oferece
o maior desafio.

(Jiddu / Daniela Lópes)

*
Presente da vida -
O amor na chegada
e na partida

(Jiddu / Fernando Bicudo)

*
Ajuste de foco -
O melhor da vida
são as escolhas

(Jiddu / Milta García)

*
Tudo agora
passado e presente
futuramente.

(Jiddu / Armindha Freire)

*
Sempre unidos -
O coração é o melhor amigo
da cooperação.

(Jiddu / Valéria Borges)

*
Silêncio na montanha -
Um jato supersônico desperta
o alpinista.

(Jiddu / Vânia Gondim)

*
Gratidão ao sol
a Deus e a você -
Namastê.

(Jiddu / Normam Foseca)

*
Vem meu bem,
hoje e amanhã
também.

(Jiddu / Jorge A. de Araújo)

*
Sempre a sorte,
no jogo, na vida
e na morte.

(Jiddu / João Monk)

*
Show de poesia -
O pássaro e o poeta
em sincronia

(Jiddu / Isabel Teixeira)

*
Palavra encantada -
A poesia é o rito
do coração.

(Jiddu / Maria Eugênia Arruda)

*
Teatro da vida -
O palco enfeitado
para a próxima sessão.

(Jiddu / Deborah de Oliveira)

*
Afago no ventre -
A mulher grávida parece feliz
para sempre

(Jiddu / Helena Anjos)

*
Reverso inverso
teu olhar de luz
no universo do verso.

(Jiddu / Noelia Rebello)

*
Saudade do parangolé -
Lygia, Oiticica
ou rei Pelé.

(Jiddu / Tchello d'Barros)

*
Ente, tome um mate,
antes que essa crise
te mate.

(Jiddu / Tati Cueritos)

*
Balança na rede
o índio adormecido
- Vozes da floresta.

(Jiddu / Mônica Firme Maciel)

*
Dia tranquilo -
As ideias perdidas buscam
a sensatez.

(Jiddu / Maria Do Socorro R.)

*
Sorriso de menino -
Seu olhar no entanto
pede compreensão.

(Jiddu / Renan Sanves)

*
Bela melodia -
Um rosto de mulher
na fotografia

(Jiddu / Marselha Rufino)

*
Tomado de assalto -
O facebook se rende
à poesia...


(Jiddu / Madza Ednir)